02/01/2023

Dieta do ovo: tudo o que precisas de saber

Dieta do ovo lifestyle saudavel alimentaçao nutriçao saude perder peso emagrecer dietas comida saudavel habitos saudaveis plano alimentar viver melhor

Hoje em dia, quando se trata de perder peso, as pessoas adoram planos de dieta super simples que envolvam comer apenas alguns alimentos (ou mesmo apenas um!). Sendo assim, a dieta do ovo é uma opção cada vez mais adorada.

A dieta do ovo é uma boa dieta para emagrecer? Conforme a experiência de algumas pessoas, sim. Esta dieta envolve comer cerca de três ovos por dia, além de um número limitado de outros alimentos.

No entanto, embora os ovos ofereçam muitos benefícios para a saúde (são ricos em proteínas, vitaminas do complexo B e colina), comê-los de forma exclusiva também pode originar alguns contras. Ou seja, essa abordagem pode facilitar a manutenção de um déficit calórico, mas também pode causar indigestão, constipação e baixa ingestão de vitaminas e minerais essenciais.

O que é a dieta do ovo?

Como o próprio nome diz, a dieta do ovo é um plano alimentar baseado em ovos, além de alguns outros alimentos. Por norma, são consumidos dois a três ovos por dia, divididos entre o pequeno-almoço, almoço e jantar. Acompanhados de outros alimentos de baixa caloria, como vegetais e algumas frutas.

Esta dieta é essencialmente uma dieta de baixa caloria e baixo teor de carboidratos, o que significa que pode ajudar a perder peso, mas provavelmente não é um plano alimentar para seguir por mais de algumas semanas.

Plano de refeições e dicas

Como funciona a dieta do ovo? E talvez mais importante, quanto tempo é necessário segui-la?

Existem diferentes maneiras de fazer esta dieta, com durações que variam de três a catorze dias. No entanto, é óbvio que quanto mais tempo seguires qualquer plano alimentar de baixa caloria, mais peso provavelmente perderás.

Dieta do ovo plano alimentar

O que precisas de saber sobre o plano da dieta do ovo

Alimentos permitidos no plano da dieta do ovo

Alimentos proibidos no plano da dieta do ovo

Benefícios da dieta do ovo

Quais os benefícios de comer muitos ovos? Como isso ajuda a perder peso?

Uma grande vantagem da dieta do ovo é que ela é rica em proteínas (ovos, aves e peixes) e também em fibras de vegetais e frutas.

Estas dietas ricas em proteínas são conhecidas por serem saciantes e muitas vezes eficazes na perda de peso, uma vez que os alimentos proteicos diminuem a fome e os desejos. Além disso, a proteína também requer mais energia para o corpo digerir e metabolizar, no processo de apoio a um metabolismo saudável.

Por ser rica em proteínas e pobre em alimentos processados, os benefícios da dieta do ovo incluem:

Dieta do ovo lifestyle saudavel

Riscos e efeitos colaterais

Como já foi dito, a dieta do ovo é uma dieta da moda e não um ótimo plano alimentar de longo prazo. Todavia, embora o ovo seja um alimento saudável e não haja nada de mal em eliminar grãos refinados e açúcar da dieta, para a maioria das pessoas, a privação de alimentos como legumes, vegetais ricos em amido, algumas frutas e grãos integrais é desnecessária (desde que não causem problemas digestivos).

Algumas pessoas devem evitar ovos? São considerados laticínios e podem provocar efeitos colaterais?

O ovo não é um alimento lácteo, pois provem de galinhas e não de vacas, ovelhas ou outros animais ruminantes. Ao passo que, não contem lactose e não deve contribuir para sintomas de intolerância à mesma.

Dito isto, os ovos às vezes podem provocar reações alérgicas em algumas pessoas. Embora o consumo moderado (cerca de um ovo por dia) não esteja vinculado ao aumento do risco de doenças cardiovasculares, o consumo excessivo pode desencadear problemas de colesterol ou digestivos em pessoas suscetíveis a essas condições.

Existem alternativas melhores?

Em vez de tentar a dieta do ovo, considera comer ovos como parte integrante de uma dieta anti-inflamatória mais equilibrada e sustentável.

Dietas com baixo teor de carboidratos, como a dieta do ovo, nem sempre são a melhor escolha para quem pretende perder peso, considerando que os carboidratos afetam as funções do cérebro, intestino e músculos. Além disso, se és propenso a fadiga, constipação e alterações de humor, incluir mais carboidratos saudáveis no plano alimentar pode ser uma melhor abordagem, pois fornecem glicose que alimenta o corpo.

Outra consideração importante é a necessidade de diversificar as fontes de proteína. Na verdade, uma pesquisa sugere que as pessoas que consomem proteínas de plantas e animais, como legumes, laticínios, carne e peixe, geralmente tendem a ser mais saudáveis.

Paras concluir, a maioria das pesquisas sugere que devemos adotar uma dieta semelhante à dieta mediterrânica, que pode incluir alguns ovos, mas também muitos vegetais, frutas, peixe, carboidratos não refinados, frutos secos e azeite. Ao passo que, este tipo de dieta favorece a saúde do coração e do metabolismo.

Além disso, combinar alimentos com gordura, fibra e proteína, provavelmente vai fazer com que te sintas mais satisfeito e apoiará a perda e manutenção do peso.

Conclusão

Os comentários estão fechados.